Rivaldo: craque do penta jogou em 4 gigantes do Brasil

Rivaldo

Rivaldo, considerado por muitos o maior meia e um dos maiores jogadores do futebol mundial nos últimos tempos, integra o grupo dos “4Rs” (Ronaldo, Romário, Ronaldinho Gaúcho e Rivaldo), estes considerados os quatro melhores jogadores brasileiros da história recente do futebol.

Ele assinou seu primeiro contrato profissional com o Santa Cruz aos dezenove anos, em 1991, depois de ter impressionado olheiros locais em um torneio pelo Paulistano. Após destacar-se com o Santa na Copa São Paulo de Juniores, em 1992 foi trocado por cinco jogadores com o Mogi Mirim e nem voltou a Pernambuco após o torneio.

A passagem de Rivaldo em 4 grandes do Brasil

Em meados de 1993, em que Rivaldo foi notícia também por um gol do meio de campo, o Corinthians conseguiu o empréstimo dele. No Timão foi mal no Rio-São Paulo daquele ano, perdendo para um Palmeiras mesclado de reservas.

No Brasileiro, contudo, Rivaldo não desapontou, marcando 11 gols no torneio e ganhando a Bola de Prata da revista Placar como um dos melhores meio-campistas. Não foi bem no Campeonato Paulista de 1994 e o Corinthians acabou desistindo de contratá-lo em definitivo, após não conseguir reduzir seu preço.

No Palmeiras

O Palmeiras, em parceria com a patrocinadora Parmalat, resolveu apostar em Rivaldo e pagou 2,4 milhões de reais ao Mogi para tê-lo. Chegou ao arquirrival para as disputas do Brasileirão daquele ano, já após a Copa do Mundo de 1994, e viveu grande fase, tendo sido vice-artilheiro do campeonato com 14 gols.

Ainda no Verdão, conquistou a Copa Euro-América (marcou um hat-trick em vitória por 6 a 1 sobre o Borussia Dortmund e o gol palmeirense no empate por 1 a 1 contra o Flamengo, sendo o artilheiro) e o Campeonato Paulista de 1996, em que o time teve excepcional poder ofensivo, ultrapassando cem gols.

Volta ao Brasil para jogar no Cruzeiro

Na reserva do Milan, resolveu voltar ao Brasil no início de 2004, por indicação do treinador Vanderlei Luxemburgo, sendo a grande contratação do Cruzeiro para a disputa da Copa Libertadores da América. Antes, inclusive, de acertar com os mineiros, Rivaldo teria sido desejado pelo São Paulo.

Entretanto, sua passagem pela equipe foi muito curta: o meia atuou em apenas 11 jogos e marcou dois gols. Rivaldo deixou a Raposa no dia 28 de fevereiro, saindo do clube em fidelidade ao técnico Vanderlei Luxemburgo, que havia sido demitido um dia antes do clássico contra o rival Atlético Mineiro, após desentendimento com a diretoria.

São Paulo

Em janeiro de 2011, acertou com o São Paulo para jogar até o final do ano. Apesar da boa estreia e dos pedidos intensos da torcida tricolor, Rivaldo não foi mais utilizado pelo treinador Paulo César Carpegiani. Em 1 de dezembro, Rivaldo oficializou, por meio de sua conta no Twitter, que seu contrato não seria renovado pelo Tricolor para 2012.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.